Minas Gerais terá a maior planta de energia solar da América Latina


Minas nos próximos três anos será palco da maior planta de energia solar da América Latina localizada em Pirapora, no norte do estado. A empresa Sunew, inaugurada há menos de dois meses na capital mineira, é a única do país – e das Américas – a produzir células fotovoltaicas em material flexível em vez das tradicionais placas rígidas. A célula é o dispositivo que capta a luz do sol e a transforma em energia elétrica.

A usina de Pirapora atingirá uma capacidade de produção de 240 megawatts (MW).

Minas Gerais foi o primeiro Estado a criar incentivos fiscais para a cadeia produtiva da energia solar.

Partes do Estado de Minas Gerais recebem mais luz até que o Nordeste.

A quantidade de sol recebida (insolação) em algumas regiões de Minas Gerais é maior que nos Estados do Nordeste, desse modo, a radiação solar de Minas Gerais mostra um grande potencial para a implantação de sistemas solares fotovoltaicos. Outro ponto é a estrutura no entorno da usina, em que apresenta vantagens pois já há linhas de transmissão. Outros pontos importantes de Pirapora a serem observados são a geografia, os diferenciais logísticos e a acessibilidade como fatores estratégicos na definição por investir no Estado.

Usina em Pirapora em área arrendada de 800 hectares

Voltando a falar dos painéis orgânicos, eles são flexíveis e leves, e podem ser colocados onde as grandes e pesadas células fotovoltaicas não podem ser utilizadas. Elas também não competem diretamente com o silício, elas são complementares.

Entre as vantagens também está o peso o seu peso. Enquanto uma célula de silício pesa 25 kg, o painel orgânico pesa 0,5 kg.

Postar um comentário

0 Comentários