Novo data center da Microsoft a funcionar debaixo d'água


Novo data center da Microsoft colocado debaixo de água, ao largo da costa da ilha de Orkney, como parte de um programa para tornar a internet mais ecológica.

A implantação do data center da Microsoft é a segunda fase do Projeto Natick, que visa entender os benefícios e a viabilidade de colocar os servidores de dados no fundo do mar.

“Os data centers são a espinha dorsal da Internet e à medida que a procura aumenta, os data centerscrescem exponencialmente e é necessária uma solução para armazenar mais dados que ofereça velocidade e uma solução ambientalmente mais sustentável”, disse o porta-voz da Microsoft ao The Independent.

“O Projeto Natick, da Microsoft, pode descobrir uma nova tendência para os data centers que podem ser implementadas de forma rápida e barata, ao mesmo tempo que aumentam a velocidade dos dados nas regiões costeiras”.


O objetivo de colocar os data centers debaixo de água é a redução do consumo de energia associado ao arrefecimento dos servidores. A ilha de Orkney foi a escolhida devido às temperaturas relativamente baixas e ao facto de abrigar pesquisas pioneiras sobre as energias renováveis.

As turbinas de maré e os conversores de energia das ondas geram a energia elétrica necessária para o data center, que consome tanto quanto milhares de computadores de última geração.

“Com ajuda das nossas políticas ambientais, com a mão-de-obra qualificada e com o nosso potencial para as energias renováveis, a Escócia é o lugar ideal para investir em projetos como estes”, disse o ministro da energia da Escócia, Paul Wheelhouse.

“Isso ajuda a defender a posição da Escócia como defensora das novas ideias e inovações que moldarão o futuro”.

Se o projeto for bem sucedido, mais data centers serão colocados debaixo de água, próximos a cidades costeiras, a fim de melhorar o acesso à internet para as pessoas que vivem nessas zonas.

“É uma experiência meio louca”, disse Ben Cutler, que lidera o Projeto Natick. Ele acrescenta ainda que, no futuro, os data centers poderiam ser instalados em 90 dias.

Um dos maiores desafios para os engenheiros envolvidos no projeto foi conseguirem construir um sistema que, caso surgisse algum problema, o problema pudesse ser resolvido de fora sem precisar de erguer o data center para fora de água.

O data center da Microsoft instalado na costa de Orkney será monitorizado por 12 meses para avaliar a sua viabilidade.

“Estou orgulhosa de que alguns dos primeiros marcos alcançados pelo Projeto Natick ocorram em água britânicas”, disse Cindy Rose, diretora-executiva da Microsoft UK.

“Espero que o trabalho que estamos a fazer seja replicado, no futuro, em outros data centers noutros locais do mundo”.

Postar um comentário

0 Comentários