Estudantes de Uganda desenvolvem o primeiro ônibus solar da África com o apoio do Governo.

A ideia de desenvolver um autocarro alimentado a energia solar nasceu na Universidade Makerere, no Uganda, mas é nas estrada do país que promete ganhar velocidade, graças ao apoio do governo de Kampala, empenhando em financiar o projeto dos sus estudantes.
Batizado de Kayolla, o primeiro autocarro solar da África, com 35 lugares e capaz de atingir uma velocidade de 92 quilômetros por hora até recarregar baterias, foi um dos projetos em destaque na Assembleia Ambiental das Nações Unidas, realizada na semana passada no Quénia.
"O que mais temos em África é Sol, e uma das coisas que mais nos faz falta são transportes públicos. Então, decidimos juntar o útil ao agradável e criar o autocarro solar", explicou ao diário espanhol El País Richard Madanda, vice-presidente para o desenvolvimento da Kiira Motors, empresa que está a executar o projeto.
Equipdo com duas baterias, o Kayoola, cujo protótipo tem merecido rasgados elogios em todo o mundo, ode ser alimentado tanto a energia solar como a energia elétrica. E o maior desafio para os universitários é a otimização das baterias.
Igualmente relevante para a circulação do Kayoola é a diminuição dos custos de produção, tendo em conta que os encargos do primeiros veículo ascenderam a cerca de 140 mil dólares. Estimasse que com a produção em massa esse valor caia em mais de 50%.


Postar um comentário

0 Comentários