EMPRESAS PRETENDEM AMPLIAR GERAÇÃO DE ENERGIAS RENOVÁVEIS NAS ILHAS GALÁPAGOS


Impulsionada pela busca por operações limpas, as energias renováveis vêm se espalhando pelo mundo e o horizonte é de otimismo para o setor. É sob essa perspectiva que a GSEP – Global Sustainable Electricity Partnership, entidade sem fins lucrativos que reúne 11 empresas do mercado global de eletricidade, anunciou que pretende expandir seu projeto de geração eólica nas ilhas Galápagos. A expectativa é de que o projeto, que desde 2007 somou aportes de US$ 10 milhões, aumente de 20% para 70% o volume de energia gerado por fontes limpas na matriz da região.
A informação foi divulgada esta semana em um novo relatório da entidade, responsável pelo desenho e financiamento do empreendimento. Com três turbinas de 51 metros e dois conjuntos de paineis solares, o projeto substituiu, até hoje, o equivalente a 8,7 milhões de litros de combustíveis fósseis e evitou a emissão de cerca de 21 mil toneladas de dióxido de carbono.
Com resultados favoráveis, o grupo planeja ampliar seu fornecimento para aumentar o espaço das fontes renováveis no consumo energético de San Cristóbal, segunda maior ilha da região, onde estão instalados os equipamentos. “Nosso time deverá continuar trabalhando na implementação de projetos atuais e futuros de energias renováveis para converter as Galápagos em um território com zero combustíveis fósseis”, disse o presidente executivo da ELECGALAPAGOS, companhia local que herdou a operação do empreendimento.

Postar um comentário

0 Comentários