Usina solar em escola será inaugurada no Rio de Janeiro

Economia na conta de energia será de R$ 52 mil por ano, segundo Prátil.

A maior usina de microgeração solar da Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, será inaugurada na próxima quarta-feira, 3 de agosto. Com 176 painéis fotovoltaicos e uma capacidade de geração de 60 mil kWh/ano, o projeto, desenvolvido pela Prátil, empresa da multinacional Enel, é capaz de abastecer 25 casas de consumo médio de 200 kWh/ano. A usina ocupa uma área de 300 metros quadrados do Centro Educacional Margarida (CEM). 

A energia gerada abastecerá a escola, que está entre as primeiras da região a adotar a medida sustentável e com foco na prática do consumo consciente. Com o uso do sol como fonte de energia, o Centro Educacional vai evitar a emissão de nove toneladas de CO2 na atmosfera, o que corresponde a 53 árvores plantadas no ano. Além disso, a economia na conta de energia da escola será de R$ 52 mil por ano. O uso de energia solar em casas, condomínios, escolas e empresas é cada vez mais comum no país. 

Com a microgeração distribuída o consumidor brasileiro pode gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis e inclusive fornecer o excedente para a rede de distribuição de sua localidade. Na Região dos Lagos, quase 60 consumidores já utilizam o sol como fonte de energia, segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). 

O responsável pela área de geração distribuída da Prátil, Rafael Coelho explica que uma das vantagens da geração compartilhada é o custo. Segundo ele, sistemas maiores ficam mais baratos, pois alguns custos são diluídos. “Isso faz com que o retorno do investimento seja muito mais rápido. Sem dúvidas é um investimento que vale a pena, especialmente porque o consumidor evita oscilações na tarifa de energia”, afirma. 

Para a inauguração da usina em Araruama, a Prátil preparou uma programação especial para os alunos do Centro Educacional. Durante todo o dia, os estudantes do Jardim 3 ao 3º ano do Ensino Médio vão participar de palestras e atividades lúdicas sobre o consumo consciente de energia e o uso do sol como fonte alternativa de geração.

Postar um comentário

0 Comentários