Uma fazenda no deserto australiano produz 17.000 toneladas de alimento apenas com água do mar e sol


Essa incrível fazenda faz nascer tomates no deserto usando nada mais do que a luz solar e água do oceano. Não precisa de solo, combustíveis fósseis, água subterrânea, ou pesticidas, o plantio é feito em uma estufa hidropônica forrada com papelão encharcado de água. A fazenda de 20 hectares inaugurada oficialmente em 06 de outubro, já tem seus tomates à venda nos supermercados australianos.


Sundrop Farms, como foi apelidada, trabalha com uma agricultura não convencional, já que a convencional não funcionará na região do deserto, mas isso não importa para fazenda do deserto. A água obtida é do Golfo Spencer, e o processo de dessalinização da água é utilizado a energia renovável. 23.000 espelhos refletem a luz a uma torre receptora para gerar energia solar.

Quando o sol está brilhando, o sistema pode fornecer 39 megawatts de energia limpa – o que é suficiente para manter o funcionamento do sistema de dessalinização.

A instalação pode produzir 17.000 toneladas de produtos por ano. 18.000 plantas de tomate crescem na estufa, e Sundrop Farms pretende produzir outros alimentos como frutas e pimentas.


As plantas são cultivadas em cascas de coco, e a fazenda emprega “insetos predadores” para controlar pragas que podem prejudicar as plantas. O sistema de produção custou US$ 200 milhões para ser construído – mas o CEO da Sundrop Farms, Philipp Saumweber diz que o preço robusto vai valer a pena ao longo do tempo, porque a fazenda não terá de comprar quaisquer combustíveis fósseis.

A fazenda pode ligar à rede, caso não haja sol suficiente no inverno, no entanto o seu objetivo final é ser completamente auto-suficiente.

Comentários