Minas Gerais é o estado brasileiro que mais usa energia solar.


Sabemos que o Brasil é um País com grande potencial para energia solar, e Minas Gerais é um estado que tem aproveitado bastante essa fonte renovável de energia. O estado de Minas Gerais vem se destacando na chamada geração fotovoltaica distribuída. O estado tem o maior número de micro e miniusinas de energia solar instaladas nos telhados das residências e empresas.

A microgeração de energia foi regulamentada em 2012, por uma resolução da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Nessa resolução foi definido que os consumidores podem instalar painéis solares em suas casas, gerando sua própria energia. Segundo os números de um balanço sobre a política de incentivo à microgeração de energia, o Brasil bateu em agosto a marca de cinco mil instalações, com uma potência instalada de 47 mil quilowatts. Parte desse resultado se deve a geração de energia solar em MG.

Em todo o estado, são cerca de 330 sistemas gerando energia solar em MG, principalmente em residências, o que corresponde a 20% de todos os sistemas instalados no país. Apesar de a tecnologia ainda ter um custo relativamente alto, dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) revelam que nos últimos dez anos o investimento ficou praticamente 80% mais barato.

Uberlândia, cidade do Triângulo Mineiro, é a responsável pela maior quantidade de painéis solares no Brasil. Ainda em Minas Gerais, as cidades de Belo Horizonte, Sete Lagoas, Betim e Montes Claros também se destacam entre as cidades que mais usam painéis solares.

Os números altos referentes ao uso de energia solar em MG se devem ao fim da cobrança dobrada de imposto da energia solar. Minas Gerais foi o primeiro estado a eliminar a dupla tributação. Além disso, também existe o fator climático, Minas Gerais tem sol o ano inteiro, elemento fundamental para gerar energia solar. Tanto é que a multinacional espanhola, Solatio, irá investir na produção de energia solar em MG.

A multinacional espanhola investirá R$ 3,4 bilhões em Minas Gerais por meio da implantação de plantas de geração de energia solar fotovoltaica. Com isso serão criadas 3.500 vagas de emprego no estado, sendo 3.000 diretas e 500 quando o projeto entrar em operação. As quatro usinas nos municípios de Guimarânia, Paracatu, Pirapora e Vazante, vão totalizar 650 megawatts de potência instalada. A capacidade de produção será de cerca de 1,5 milhão de megawatts/hora por ano de energia. A primeira usina em Minas Gerais a funcionar será a de Pirapora, com previsão para agosto de 2017. As demais usinas de energia solar em MG serão concluídas até o mês de novembro de 2018.

Já em agosto desse ano, foi realizado o primeiro leilão estadual para escolher quais seriam as empresas responsáveis por cuidar dos parques de energia solar e da produção de energia suficiente para alimentar o consumo médio de 120 mil famílias mineiras. O investimento total do projeto vai passar de R$ 1 bilhão e a previsão é de que os parques em Minas Gerais estejam em funcionamento até 2017. Até lá precisamos continuar acelerando os passos para conquistar melhores posições entre os países que mais utilizam energia renovável no mundo.


Postar um comentário

0 Comentários