O estado de Pernambuco realizou Leilão de Energia Solar - 3400MW

Estado REALIZOU Leilão de Energia Solar
Comercializadora da AD Diper disponibiliza energia SOLAR de Tacaratu ao mercado e promoveu a Chamada Pública AD DIPER 001.2017

A comercializadora de energia elétrica da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sdec), promoveu no período de 02 de janeiro a 19 de janeiro, leilão de venda de energia solar produzida pelos parques Fontes Solar I e II, da Enel Green Power, em Tacaratu, para o período de 1º de janeiro a 31 de maio, em montante de 3.400 MWh ou 0,938 MWmédios.

O restante da geração média de Tacaratu já é consumido pelo Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon-PE), equipamento do Estado que desde 1º de junho de 2016 efetivamente consome energia de fonte Solar.

O Certame:

O interesse por esta energia incentivada, energia de fonte solar, foi demonstrado pela participação de dezoito empresas que aderiram ao processo e enviaram o TERMO DE ADESÃO. Todas se habilitaram, sendo 17 dessas agentes da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica - CCEE do tipo Comercializadores de Energia, e uma do tipo Geradora.

Quanto à espacialidade geográfica, a distribuição ocorreu conforme os seguintes números : 14 agentes com sede no Estado de São Paulo, duas de Pernambuco, uma de Goiás e uma do Paraná.
A importância do Certame fica certificada uma vez que foram registradas 10 (dez) propostas de compra, sendo sete de Comecializadores de São Paulo, as duas Comercializadoras de Pernambuco e a Comercializadora do Paraná.

Quanto aos montantes de energia de interesse, todas as propostas objetivaram a compra de todo o lote ofertado e em conformidade com a distribuição mensal objeto do Edital, o que caracteriza a continuidade do processo de consolidação do mercado de energia de fonte solar no Brasil, totalizando 3,40 GWh de energia a ser consumida no período especificado.

Quanto aos preços, todas as propostas foram superiores ao PLD para a carga pesada da primeira semana deste mês de janeiro para o submercado do Nordeste, e metade das propostas apresentadas tiveram preços superiores a R$ 190,00/MWh.

Postar um comentário

0 Comentários