Tecnologia movida a energia solar, barata e escalável purifica água em área rural da Índia


Mais de 77 milhões de pessoas não têm acesso à água potável na Índia. Esse é o pior número do mundo inteiro, a nível de país. O governo indiano está investindo pesado para despoluir águas de rios e canais abrangentes, mas a área rural do país continua muito vulnerável sem muitos planos de ação.

Como alternativa para resolução deste problema, a Universidade de Edimburgo, localizada na Escócia, desenvolveu uma tecnologia movida a energia solar que consegue descontaminar a água e torná-la segura para consumo humano. Como consequência, o contágio de doenças promete diminuir e o acesso à água potável aumentar.

Segundo a Universidade, primeiro acaba com a poluição que é possível ver a olho nu por meio de um filtro. Depois a luz do sol gera uma alta energia no material da garrafa, que ativa o oxigênio e queima os poluentes e bactérias que podem ser prejudiciais para a saúde.

A luz do sol, por si só, já é um ótimo purificador da água. O novo dispositivo, porém, potencializa a ação do sol e torna água pura ainda mais rápido, de forma acessível e escalável.

“Nós queremos proporcionar uma maneira escalável de consumir água segura na área rural da Índia”, explica Dr. Aruna Ivaturi, pesquisador do projeto. Para tanto, a Universidade está rodando um piloto de cinco meses junto com o Instituto de Ciência, Educação e Pesquisa da Índia.

Postar um comentário

0 Comentários