Já ouviu falar em arquitetura passiva? Ela pode te ajudar a economizar até 90% de eletricidade em casa


Casa passiva (ou Passivhaus em sua origem alemã) é uma referência à norma de eficiência energética de um edifício, que tem o objetivo de reduzir sua pegada ecológica. Obras que seguem esta regulamentação resultam em edifícios de consumo energético ultra baixo, que demandam pouca eletricidade para aquecimento ou refrigeração de ambientes.

A aplicação desta norma não se limita apenas às residências. Pode ser implementada em escritórios comerciais, escolas e supermercados, entre outras edificações. O projeto passivo não é um suplemento do projeto principal, ele é sua essência. É um processo de design integrado ao projeto arquitetônico que influencia todos os elementos da obra.

PRINCÍPIOS ENVOLVIDOS

O Passive House Institute prevê que, se aplicada corretamente, a arquitetura passiva promove redução de até 90% nos gastos mensais com energia elétrica em relação a prédios com arquitetura convencional. Para isto, devem ser considerados os seguintes princípios.

1. ISOLAMENTO TÉRMICO - Todos os componentes da camada externa da construção devem estar bem isolados.

2. JANELAS - Os caixilhos devem ser equipados com vidraças baixas contendo argônio ou criptônio em sua composição.

3. VENTILAÇÃO COM RECUPERAÇÃO DE CALOR - Pelo menos 75% do calor de exaustão é reaproveitado e transferido para o ar fresco novamente.

4. ESTANQUEIDADE DO AR - O vazamento de ar de dentro para fora da edificação não pode exceder 60% de seu volume total.

5. EVITAR PONTES TÉRMICAS - Todas as arestas, cantos e conexões devem ser planejados com cautela para evitar pontes térmicas, em que há elevada dispersão de calor.

Foto: Jeremy Levine/Flicker

Postar um comentário

0 Comentários