COM ENERGIA SOLAR EMPRESA FORNECE ELETRICIDADE PARA COMUNIDADE NO PARÁ

Localizado no interior da Floresta Amazônica, no Pará, o município de Porto de Moz é habitado por uma comunidade extrativista, cuja atividade econômica se baseia no extrativismo e agricultura de subsistência. A Órigo Energia, antiga EBES, que desde 2010 desenvolve e implanta sistemas de energia elétrica solar no país, anuncia projeto para levar energia solar fotovoltaica e iluminação para mais de 2.250 famílias.
A construção e instalação de sistemas solares que começou em outubro de 2017 é pioneira e a maior do país em escala, potência instalada e quantidade de pessoas beneficiadas. Ao todo serão dispostos 2.334 sistemas off-grid de energia fotovoltaica em residências, centros comunitários, igrejas, escolas públicas, e postos de saúde para beneficiar os moradores que antes sem acesso à energia ou dependentes da geração à diesel.
“Adquirimos bagagem e expertise ao executar um projeto similar na Praia do Bonete, em Ilhabela (SP), em que proporcionamos o acesso à energia limpa para 180 famílias. Agora em Porto de Moz, teremos aproximadamente 3.200 kWp de capacidade instalada. É uma iniciativa muito importante que prevemos estender para outras localidades, permitindo que mais pessoas possam ter acesso à energia e o primordial, de maneira sustentável”, explica Surya Mendonça, CEO da Órigo Energia.
Atualmente, a empresa opera com três modelos de negócio: Telhado Solar, para empreendimentos residenciais e comerciais; Fazenda Solar, iniciativa inovadora que oferece planos de assinatura mensal para geração de energia solar, voltada para empresários de Minas Gerais e Projetos Especiais Offgrid, como é o caso do Projeto Porto de Moz. Para o próximo ano, a Órigo Energia tem expectativa de aumentar o investimento nesse último modelo, com o objetivo de massificar a produção e consumo de energia renovável, principalmente para as localidades mais afastadas.
FONTE: Envolverde

Comentários