ARQUITETURA SUSTENTÁVEL: INTEGRAÇÃO ENTRE AMBIENTE, PROJETO E TECNOLOGIA


A arquitetura sustentável procura compreender as necessidades de seus clientes e apresentar soluções criativas através do uso de materiais e tecnologias inovadoras.

O território da arquitetura sustentável ainda é muito novo, entretanto as aplicações de técnicas sustentáveis na construção civil são cada vez mais recorrentes.

Suas práticas são vistas como essenciais para a manutenção e a renovação de recursos encontrados no meio ambiente, já que o foco da arquitetura sustentável é ser econômico e ecológico, além de estrutural.

Arquitetura Sustentável

Materiais, energia e água fazem parte das variáveis que vêm sendo exploradas. No intuito de formular propostas de menor impacto ambiental, são analisadas todas as possibilidades de utilização ou reutilização dos recursos naturais para causar menor desperdício.

Cabe lembrar que, além do desempenho ambiental, é necessário conhecer o desempenho estrutural, de segurança contra o fogo e todos os demais itens especificados na ISO 6241 – Performance standards in building – Principles for their preparation and factors to be considered. Isso porque, caso o material não responda a tais exigências, sua utilização é inviabilizada.

Sistema Solar no Centro Cultural de Jaraguá do Sul/SC

Green Buildings

O tema da sustentabilidade vem influenciando projetos na arquitetura contemporânea e conta com iniciativas e exemplos nas mais diversas condições urbanas e ambientais.

Além de ser uma preocupação pelo futuro do planeta, a arquitetura sustentável também sofre pressão do mercado. Por ter se tornado uma tendência em grandes centros que buscam se reconectar com a natureza, de certa forma, é um nicho essencial para os profissionais da área.

Construção Civil

As cidades são as grandes responsáveis pelo consumo de materiais e recursos, por isso é natural que a sustentabilidade assuma, gradualmente, uma posição de cada vez mais importância neste cenário.

Principalmente porque muitos destes impactos negativos são gerados pelo setor da construção civil, que é responsável por 40% do consumo mundial de energia e por 16% da água utilizada no mundo.

De acordo com dados do Worldwatch Institute, a construção de edifícios consome 40% das pedras e areia utilizados no mundo por ano, além de ser responsável por 25% da extração de madeira anualmente.

Sistema Solar no Centro Cultural de Jaraguá do Sul/SC

Ficou interessado e quer implementar diretrizes mais sustentáveis nos seus projetos? Acesse o Guia Sustentabilidade na Arquitetura, produzido pelo AsBEA – Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura, disponível online. Ou veja aqui outros artigos sobre o tema.

Comentários