Em Rousset é lançada a primeira unidade na Europa inteiramente dedicada à reciclagem de painéis fotovoltaicos

Inauguração da usina de reciclagem de painéis fotovoltaicos Rousset 

A Veolia, a PV CYCLE e a União de Energias Renováveis ​​inauguram hoje em Rousset, na região de Bouches-du-Rhône, a primeira unidade de reciclagem de painéis fotovoltaicos no final da sua vida em França e na Europa. A planta processará 1.800 toneladas de material este ano, progressivamente para 4.000 toneladas.

Quando o lixo se torna matéria-prima: uma taxa de recuperação de 95%

Neste local, o qual processa os painéis fotovoltaicos do tipo "de silício cristalino" fim de vida, todos os materiais são separados e isolados: o vidro específico do painel fotovoltaico, o quadro de alumínio, mas também a caixa de junção e cabo conexão. 

Uma vez valorizado, os materiais são redirecionados para diversos setores industriais o vidro é utilizado no setor especifico, o quadro é enviado em refinaria de alumínio e o plástico é utilizado como combustível. O silício entra nos setores específicos especiais, enquanto os cabos e conectores são esmagados e vendidos na forma de granulados de cobre. No total, os painéis fotovoltaicos são reciclados em mais de 95%.

O depósito de painéis fotovoltaicos no final da vida continuará a crescer: em 2050, atingirá várias dezenas de milhões de toneladas em todo o mundo (nomeadamente na China, nos Estados Unidos, no Japão, na Índia e na Alemanha). Em França, 53 000 toneladas já foram colocadas no mercado em 2016 e 84 000 toneladas em 2017.

No Brasil a EcoAmbiental empresa parceira do Pool de Sustentabilidade, onde encontrasse mais três outras empresas do ramo das energias renováveis, e esta coltados ao seguimento de soluções sustentáveis, já atua com a coleta e serviço de reciclagem de painéis (módulos) fotovoltaicos. O processo semelhante ao francês, tende a destinar de forma ambientalmente correta esse produto que até a alguns anos não tinha destinações corretas.

Conheça a fábrica em Rousset, França:


Postar um comentário

0 Comentários