Compensa investir nos painéis solares de alta eficiência?


Painéis solares de alta eficiência oferecem mais rendimentos por longos períodos de tempo. Será que o seu custo mais elevado compensa?

Quando se trata de projetos solares, o principal objetivo é produzir o máximo de energia no menor espaço possível. É por isso que os painéis solares de alta eficiência tem maior sucesso no mercado residencial, onde o espaço disponível é limitado.

Enquanto os painéis solares têm, em média, entre 16 e 17% de eficiência, os módulos solares considerados de “alta eficiência” têm, pelo menos, 19% de eficiência. Muitas marcas, incluindo a SunPower, estão a levar os seus módulos solares de alta eficiência para a casa dos 22% de eficiência. O principal benefício dos módulos de alta eficiência é a confiança em maiores rendimentos. Células mais eficientes produzem mais energia por longos períodos de tempo, e os fornecedores usam métodos avançados para obter cada vez maiores eficiências, o que geralmente leva a um produto mais confiável.

O aumento da potência e da eficiência também significa um aumento no preço do painel, mas, segundo Suvi Sharma, CEO da fabricante Solaria, os módulos mais potentes podem realmente economizar dinheiro no quadro geral.

“Os módulos Solaria PowerXT produzem mais energia por metro quadrado”, disse Sharma. “Isso reduz os custos de instalação devido à necessidade de menos equipamentos para balancear o sistema”.

“Os custos do sistema são altamente dependentes da densidade da potência dos painéis solares”, continuou. “Outros custos do sistema, como a mão-de-obra, terrenos e inversores, não estão a diminuir com o passar do tempo, por isso, a melhor maneira de reduzir os custos é através do aumento da eficiência dos painéis”.

Painéis solares de alta eficiência da LG
Os fabricantes aumentam a eficiência de várias maneiras. A Solaria não utiliza barramentos nem interconexões de fita e aproxima as células, reduzindo assim o espaço inativo entre as células. Isto leva a maior potência e eficiência. A SunPower e a LG usam a tecnologia de contato inverso, que faz parte de todos os contatos elétricos na parte traseira das células e cria um espaço máximo na parte frontal para captar mais energia. A Panasonic usa células solares com 12cm em vez das tradicionais células de 15cm. Isso permite que consiga colocar 96 células no mesmo espaço onde são colocadas 60. Células menores são mais confiáveis, e há menos hipóteses de ocorrem micro-quebras e diminuição do output ao longo do tempo.

Se os painéis solares de alta eficiência são assim tão bons, porque não estão a ser utilizados em todos os lugares? Mukesh Sethi, diretor geral da divisão solar e de armazenamento de energia, disse que os projetos maiores não usam painéis de alta eficiência, porque os interessados estão mais preocupados com os custos gerais.

“Eles não irão gastar dinheiro extra em painéis solares de alta eficiência”, disse Sethi sobre as instalações em telhados de comerciais e grandes parques solares em terra. “Se houver espaço suficiente, eles não precisam de optar pelos módulos de alta eficiência”.

Painéis solares de alta eficiência da Panasonic

Quando as sombras ou outros obstáculos impedem um fluxo de luz solar constante, a produção tem de ser maximizada nos poucos pontos onde os painéis podem ser montados. Em telhados inclinados onde apenas quatro painéis podem ser instalados, os modelos de alta eficiência mais caros são a melhor opção para produzir energia.

“Os problemas, com os painéis solares tradicionais, começam a surgir ao fim de 10 anos”, disse Sethi. “Todos são uma garantia de 25 anos, mas será que esse fabricante ainda estará no mercado daqui a 25 anos? Economizar X euros nem vale a pena”.

Sethi disse ainda que os painéis solares de alta eficiência da Panasonic têm a mesma classificação de Watts que os painéis tradicionais, mas os de alta eficiência têm um melhor desempenho e uma menor degradação, para que consigam produzir mais energia durante longos períodos de tempo.

“O rótulo dos Watts não significa tudo”, disse Sethi. “Os painéis solares de alta eficiência oferecem mais rendimentos a longo prazo”.

Postar um comentário

0 Comentários