Piauí economizará 6,4 milhões ao ano com energia solar


Na manhã dessa segunda (15), o Governador Wellington Dias se reuniu para decidir o futuro dos projetos de parceria público-privada. Conquanto, aprovou a PPP das Miniusinas de Energia Solar.

Conforme base de dados do ano de 2017, o custo anual com energia elétrica de 81,4% dos órgãos da administração pública estadual foi de R$ 46,1 milhões. A partir da PPP das Mini Usinas, o parceiro privado será responsável pela construção, operação, manutenção e gestão de 08 miniusinas de geração de energia solar fotovoltaica. Assim, o Estado terá uma economia de aproximadamente R$ 6,4 milhões por ano, com perspectiva de ser ainda maior.

O governador do Estado, Wellington Dias, afirma que este é um projeto pioneiro no Brasil e no mundo. “Serão oito miniusinas produzindo cinco megawatts cada uma, que vão compensar a geração de energia consumida pelo Estado. O lado bom é que vamos consumir energia limpa. Por conseguinte, o Piauí contribuirá na geração de energia solar, valorizando esse sistema de miniusinas”, explicou o chefe do executivo.

Conforme explicação do Governador, a escolha das cidades se deu a partir de determinados critérios. “As cidades foram escolhidas a partir da existência do terreno de propriedade do Estado nas proximidades de um ponto de conexão aprovado pela Eletrobras. Desse modo, foram colocadas 25 alternativas e dessas foram escolhidas oito”.

Esse projeto tornará a Administração Pública Estadual autossustentável. Sobretudo em relação a própria demanda por energia elétrica. Afinal, criará um excedente (energia limpa maior que a necessária) para projetos estratégicos.

As oito mini usinas serão instaladas em Valença do Piauí, Caraúbas do Piauí, Campo Maior, Nazária, União, Piracuruca, Altos e Miguel Alves. Juntos, os investimento serão na ordem de 173.416.904,00 com prazo de 25 anos.

Previsão de licitação

Sobre o processo licitatório, a Superintendente de Parcerias e Concessões, explica que a previsão é que em janeiro aconteça a licitação. “Nós vamos para uma licitação em quatro lotes, em que cada lote terá oito mini usinas. Nossa perspectiva é lançar o edital em janeiro de 2019”, afirmou Viviane Moura.

Além disso, a PPP de Mini Usinas terá uma geração de aproximadamente 40 empregos diretos e 600 indiretos, um crescimento econômico na esfera municipal em que funcionarão as oito mini usinas e um crescimento no PIB do Piauí.

O projeto atua também na indução ao uso de energia limpa nos municípios beneficiados, captação e qualificação de mão-de-obra egressa da população carcerária, proteção ao meio ambiente e cumprimento da Lei Nº 6.888 de 16 de Outubro de 2016 que trata da eficientização de consumo de energia.

Fonte: Teresina Diário.

Postar um comentário

0 Comentários