Conectado à rede colombiana uma usina solar de 8 MW

É a usina Celsia Solar Bolívar, localizada no departamento de Bolívar, no norte do país. A planta foi instalada pelo especialista espanhol Solarpack.

A usina Celsia Solar Bolívar está localizada no município de Santa Rosa de Lima, no departamento de Bolívar, no norte da Colômbia. Imagem: Celsia.

A empresa colombiana de energia renovável Celsia anunciou seu projeto fotovoltaico Celsia Solar Bolívar conectado ao Sistema Interligado Nacional (SIN) da Colômbia.

Segundo a empresa, em comunicado, a usina tem capacidade de 8 MW e foi realizada pela subsidiária Epsa com um investimento de aproximadamente US$ 8 milhões.

"Para montar Solar Bolivar Celsia exigido sete meses de trabalho, 12 hectares e cerca de 32 mil painéis solares, estimados para gerar 15.542 MWh por ano, o que corresponde à energia que consomem cerca de 7.400 famílias", disse Celsia.

A usina se beneficiará dos incentivos fiscais garantidos pela Lei 1715, que incentiva o desenvolvimento de renováveis ​​no país.

"Continuamos avançando para obter 250 MW de energia fotovoltaica na Colômbia e na América Central. Com essa usina atingimos 27 MW de geração fotovoltaica, entre fazendas, flats e telhados solares ", afirmou o presidente da Celsia, Ricardo Sierra.

A Celsia está atualmente desenvolvendo uma usina fotovoltaica de 80 megawatts (CA) no município de Los Santos . Além disso, a empresa colombiana tem outros dois projetos, Celsia Solar Chicamocha e Celsia Solar Valledupar, que ainda estão em fase de viabilidade e devem licitar sua construção para meados e final de 2018, respectivamente.

A empresa também tem uma planta de energia solar em operação, o Celsia Yumbo Solar 9,8 MW projeto no município de Yumbo, na região sudoeste de Valle del Cauca, Colômbia empresa fornecedora Postobon bebidas açucaradas, que é, Além disso, uma das maiores empresas do país.

Para financiar essas usinas e, em geral, seu portfólio de projetos fotovoltaicos, a Celsia anunciou recentemente seu plano de emissão de títulos verdes.

Postar um comentário

0 Comentários