A Scatec Solar conclui o projeto fotovoltaico de 65 MW na Malásia; inicia desenvolvimento em site de 117MW na Argentina

A instalação de 65MW deve gerar cerca de 94.000 MWh de eletricidade anualmente, fornecendo energia para mais de 31.000 residências. Imagem: Scatec Solar

A Scatec Solar e seus parceiros ficaram ocupados no último mês, com a empresa completando um projeto fotovoltaico de 65MW na Malásia enquanto iniciava uma instalação de 117MW na Argentina.

A usina de energia solar Gurun de 65MW está agora conectada à rede e atingiu a operação comercial em dezembro de 2018. É o primeiro de três projetos fotovoltaicos de 65MW em fase de conclusão pela Scatec Solar na Malásia.

Raymond Carlsen, CEO da Scatec Solar, disse: “A conclusão de nossa primeira usina solar no sudeste da Ásia, juntamente com nossos parceiros, é outro marco importante para nós. Estamos agora realizando um dos maiores portfólios de energia solar da região, com um total de 197MW, e continuamos a ver várias oportunidades interessantes no mercado do Sudeste Asiático.”

A instalação deverá gerar cerca de 94.000 MWh de eletricidade anualmente, fornecendo energia para mais de 31.000 residências. A energia limpa produzida pela fábrica de Gurun contribuirá para evitar cerca de 70.000 toneladas de emissões de carbono por ano.

A Scatec Solar entrou no mercado da Malásia em dezembro de 2016, assinando uma parceria com um grupo local liderado por ITRAMAS que assinou três PPAs de 21 anos com a maior empresa de eletricidade do país, a Tenaga Nasional Berhad (TNB). Essa parceria levou ao desenvolvimento do gasoduto de 197MW da Scatec Solar no país, com um investimento total de cerca de US $ 293 milhões.

Na Argentina, a Scatec Solar e a Equinor iniciaram a construção da usina solar Guanizuil IIA, localizada na província de San Juan, no noroeste da Argentina.

Em novembro de 2018, ambas as partes assinaram um PPA de 20 anos com a CAMMESA, a administradora argentina do mercado de energia por atacado, para a entrega de eletricidade da usina.

Carlsen acrescentou: “Estamos satisfeitos por termos atingido esses marcos significativos em nosso primeiro projeto na Argentina. O projeto está incrementando as atividades de acordo com os planos com a operação comercial esperada até o final de 2019. ”

O gasto total de capital para o projeto é estimado em US $ 103 milhões, com a instalação pertencendo a uma divisão 50/50 entre Scatec Solar e Equinor. Uma vez concluída, a usina deverá produzir cerca de 308.000 MWh de eletricidade anualmente, fornecendo eletricidade para 80.000 residências.

A Scatec liderará o desenvolvimento do projeto, enquanto a Equinor fornecerá um empréstimo-ponte para construção, cobrindo 60% do investimento necessário para o projeto.

Postar um comentário

0 Comentários