DISNEY MAIS SUSTENTÁVEL


A gigantesca empresa de parques temáticos “Walt Disney Co.” anunciou que não vai mais usar canudos de plástico e aqueles palitinhos plásticos para mexer o café em todos os seus parques, estabelecimentos e escritórios.

Autoridades da Disney disseram em um comunicado à imprensa que a medida entra em vigor até o segundo semestre de 2019.
A ação faz parte do “compromisso de longa data com a administração ambiental”.
O plano vai eliminar mais de 175 milhões de canudos e 13 milhões de palitinhos anualmente, segundo a própria empresa.

A Disney também diz que está fazendo outros movimentos para reduzir os plásticos descartáveis.

Investimento que compensa

Apesar de serem as opções mais sustentáveis do mercado, as lâmpadas de LED ainda não são muito utilizadas devido ao seu preço mais elevado. O que algumas empresas vêm constatando, no entanto, é que o investimento compensa. A Faesa fez a troca de 6.171 lâmpadas fluorescentes por lâmpadas de LED e hoje não possui nenhum outro tipo de lâmpada em todo o campus. A previsão de retorno do investimento era de 13 meses, mas todo o valor investido na troca foi recuperado com a economia no consumo de energia em apenas seis meses.

Modelos digitais

A tecnologia a serviço da saúde e da sustentabilidade tem apresentado avanços que proporcionam uma série de benefícios aos pacientes. Uma novidade quando o assunto é tratamento odontológico são os modelos digitais, que foram trazidos ao estado em primeira mão pela Odonto Scan. “Esse tipo de equipamento traz inúmeras vantagens, entre elas, a durabilidade e a possibilidade de troca de informações com outros especialistas de forma virtual. 

Esse material precisa ser arquivado pelos profissionais, especialmente durante o tratamento. Existem dentistas que chegam a alugar salas só para guardar os modelos tradicionais. Na versão digital, isso não é necessário”, explicou a empresária e especialista em radiologia odontológica Márcia Gabriella Barros.

Metro Jornal

Postar um comentário

0 Comentários