TURBINA DAS MARÉS ORBITAL-O2 DE 2MW - A TURBINA DAS MARÉS MAIS PODEROSA DO MUNDO

A Orbital Marine Power, ex-Scotrenewables Tidal Power, usará os recursos arrecadados para construir seu primeiro modelo de produção Orbital O2 2MW turbine.

O crowdfunding da Orbital Marine Power aumenta 7 milhões de libras

É a maior captação de recursos até o momento para a empresa de investimento ético peer-to-peer Abundance.

A Abundance fechou a sua maior arrecadação de recursos até o momento com 7 milhões de libras esterlinas para a empresa de energia das marés escocesa Orbital Marine Power, com sede em Orkney.

A Orbital Marine Power , ex-Scotrenewables Tidal Power , usará os recursos arrecadados para construir seu primeiro modelo de produção da turbina Orbital O2 2MW, uma plataforma de turbina que pode ser rebocada, instalada e facilmente mantida.

O projeto garantiu uma série de subsídios de apoio, bem como financiamento de capital, incluindo do governo escocês. 

A oferta Abundance de debêntures de 2,5 anos com um retorno anual de 12% atraiu 2.278 investidores individuais, com mais da metade investindo por meio de uma ISA Financeira Inovadora para um retorno isento de impostos. O investimento médio foi de aproximadamente £ 3.000, com o projeto atraindo um interesse particularmente forte de investidores na Escócia que investiram 50% a mais, em média, em £ 4.500.

Bruce Davis, co-fundador e diretor executivo da Abundance, disse: “É significativo que nosso maior investimento até hoje tenha atingido sua meta de 7 milhões de libras no Dia de Ano Novo. O Reino Unido pode afirmar, com razão, ser um líder mundial em tecnologia de geração de maré e nossos clientes o apoiaram entusiasticamente. ”

Com este novo investimento, a Orbital Marine Power planeja construir sua turbina Orbital O2 de 2 MW nos próximos 12 meses, para implantação no Centro Europeu de Energia Marinha (EMEC) de Orkney, em 2020. 

A turbina Orbital O2 compreende uma superestrutura flutuante de 73m de comprimento, suportando duas turbinas de 1MW em ambos os lados. A nova turbina se baseará no sucesso da turbina SR2000 da Orbital, que foi lançada em 2016 e produziu mais de 3GWh de eletricidade em relação ao seu programa inicial de testes de 12 meses no EMEC.

A turbina flutuante da Orbital simplifica a instalação e a manutenção, pois operações subaquáticas arriscadas podem ser evitadas, mantendo os custos e o tempo de inatividade baixos, enquanto sistemas flutuantes podem ser implantados em uma ampla gama de locais de maré em águas do Reino Unido e do mundo.

Andrew Scott, CEO da Orbital Marine Power, disse: “É um excelente apoio à nossa tecnologia e um sinal claro de que o público do Reino Unido é extremamente favorável a ver a energia das marés trazida para os mixes de energia doméstica e global. Toda a equipe da Orbital Marine está empolgada por estar avançando com este projeto emblemático e entregar a primeira unidade de O2 por custos similares aos da energia eólica offshore e, assim, fornecer a base para uma indústria nova e sustentável ”.

Bruce Davis acrescentou: “Daqueles que investem o mínimo de apenas 5 libras para investidores maiores com dezenas de milhares de pessoas para trabalhar na economia verde e social, todos e cada um dos nossos clientes estão participando da construção de um mundo melhor, enquanto ajudando a alcançar seus próprios objetivos de vida. Temos um interessante fluxo de novos investimentos em uma ampla gama de projetos e tecnologias chegando neste ano. Espere ver ofertas maiores como esta, pois os emissores se aproveitam da mudança nas regras da UE sobre os limites do prospecto de crowdfunding. ”

A Abundance também fechou um investimento em energia eólica, a E2 Energy, um investimento de 16 anos em um portfólio de turbinas eólicas em escala de fazenda com um retorno anual de 5%, que arrecadou £ 2,9 milhões.

Atualmente aberta para investimento está a CoGen Limited, uma oferta de debêntures para o principal desenvolvedor de instalações de gaseificação de resíduos do Reino Unido, que busca enfrentar os problemas duplos de desperdício do Reino Unido e a necessidade de energia com menos carbono.

A debênture de 4,5 anos paga 10% ao ano, lançada pouco antes do Natal, e já arrecadou mais de 1,2 milhões de libras esterlinas, 40% de sua meta mínima.

Assista o vídeo:



Postar um comentário

0 Comentários