Ocean Sun vai construir projeto solar flutuante de 2MW para Statkraft na Albânia

A Statkraft disse que pode adicionar o PV flutuante a outros locais se ele for bem sucedido 
(Crédito: Ocean Sun)

A Ocean Sun foi contratada pela gigante de energia Statkraft para construir uma instalação solar flutuante de 2 MW no reservatório de Banja, no centro da Albânia.

Aguardando a aprovação regulamentar final, a transação selada entre a dupla norueguesa deve ver quatro unidades fotovoltaicas de 0,5 MW entregues entre este ano e o próximo, com custos totais de € 2,3 milhões.

As instalações representam o primeiro grande contrato comercial para a Ocean Sun, um especialista em PV flutuante fundado em 2016 e apoiado desde então por verbas da Innovation Norway e outros.


A empresa acredita que seu projeto de escolha - membranas de polímero fino ancoradas no mar que podem ser rebocadas para se adaptar ao ambiente aquático - atua como um amortecedor contra ventos fortes e outras fontes de estresse mecânico. O contato com a água ajuda a resfriar as células solares e a melhorar o desempenho em comparação com as unidades montadas no solo, disse a Ocean Sun. 

O parque flutuante, apoiado pelo programa de tarifa de alimentação da Albânia, ficará no reservatório que acolhe a usina hidrelétrica de 73MW da Statkraft desde 2016.

De acordo com o CEO da Statkraft, Christian Rynning-Tønnesen, a tecnologia PV flutuante pode ser implementada em outros locais, se “for comprovadamente bem-sucedida” e atingir seu “potencial de competitividade em custos”.

Para a concessionária norueguesa, as notícias sobre a Albânia emergem em meio a uma iniciativa mais ampla de levar seu portfólio fotovoltaico a uma marca de 2 GW até 2025. A meta, a ser entregue principalmente através de projetos europeus, levou a firma a assinar PPAs com projetos ibéricos incluindo BayWa re's.


O CFO da Ocean Sun, Bard Johansen, e o SVP da Statkraft para a Solar são oradores confirmados na Grande Escala Solar da PV Tech, a decorrer em Lisboa, a 26 e 27 de março.

Postar um comentário

0 Comentários