Utilidade da Hungria conclui a maior usina solar do país

Crédito: MVM

A empresa húngara MVM Group concorreu com o maior projeto solar da Hungria, com capacidade de 20MW em Felsőzsolca.

Outros projetos PV de grande porte estão em desenvolvimento na Hungria, incluindo fábricas com capacidades de 11.6MW, 21MW e 41MW .

O Grupo MVM planeja construir 110 usinas solares sob sete projetos com uma capacidade combinada de mais de 100MW na Hungria nos próximos anos.

A nova Usina Solar de Felsőzsolca, que custa cerca de 9 bilhões de dólares (US $ 32 milhões), é o primeiro projeto da MVM e foi construída em 45 hectares de terra. A concessionária financiou 65% do projeto com recursos próprios e os 35% restantes da União Européia. O projeto foi implementado pela subsidiária da MVM, MVM Hungarowind.

Cerca de 74.000 painéis solares multicristalinos foram instalados na usina, o que gerará em média 21GWh de eletricidade por ano, equivalente ao consumo anual de eletricidade de cerca de 10.000 residências.

O Dr. Edit Juhász, subsecretário de Estado para Serviços Financeiros Nacionais e Serviços de Utilidade, disse: "O desenvolvimento da geração de energia baseada em fontes renováveis ​​contribui grandemente para a segurança do fornecimento de energia na Hungria, mas um dos objetivos fundamentais da geração doméstica de energia também pode Cumprir-se-á com a sua ajuda, ou seja, para cumprir os objetivos da União Europeia e da proteção climática e climática internacional.

As centrais eléctricas fotovoltaicas a construir no país serão plenamente integradas nos nossos objetivos energéticos relacionados com o estabelecimento de um sector energético favorável ao clima. "
"A política energética húngara visa fornecer energia limpa, inteligente e acessível para todos, ajudando a criar uma economia descarbonizada e a reforçar a segurança do aprovisionamento e competitividade. Isto inclui a ecologização do setor elétrico, a disseminação da geração local de energia e a possibilidade de introduzir soluções digitais em grande número ", acrescentou a Dra. Barbara Barbara, subsecretária de Estado para a Política Climática.
Crédito: MVM

Postar um comentário

0 Comentários