Argentina cria um fundo para financiar projetos de geração distribuída

O governo argentino e o Banco de Investimento e Comércio Exterior (BICE) criaram o Fundo para a Geração Distribuída de Energias Renováveis ​​(FODIS), cujo objetivo é promover a distribuição de eletricidade em indústrias, pequenas e médias empresas e residências em todo o país.

Uma instalação de geração distribuída. DP World Caucedo.

O subsecretário de Energia Renovável e Eficiência Energética Ministério da Fazenda argentino, Sebastian Kind, assinada pelo vice-presidente do Banco de Investimento e Comércio Exterior (BICE), Federico Cafasso, o contrato para a formação do Fundo para Geração Distribuída de Energia Renovável ( fodis), que visa promover as indústrias distribuídas poder geração, pequenas empresas e residências em todo o país.

Este Fundo é constituído como um fideicomisso administrativo e financeiro que tem por objeto a concessão de empréstimos, incentivos, garantias, contribuições de capital e a aquisição de outros instrumentos financeiros para implantação de sistemas de geração distribuída de origem renovável com escopo em todo o território. Território argentino. Os empréstimos serão concedidos direta ou indiretamente, através de entidades financeiras; e eles também podem receber um bônus sobre as taxas de juros.

O financiamento pode ser acessado por todos aqueles usuários de eletricidade cujos projetos de geração distribuída tenham obtido aprovação das autoridades do FODIS, e que cumpram com as provisões dos regulamentos da lei e seus regulamentos complementares.

Este Fundo também será usado para financiar a disseminação, pesquisa e desenvolvimento de todos os tipos de tecnologias para implementar a geração distribuída de fonte renovável.

Postar um comentário

0 Comentários