Motocicleta elétrica Buell marca retorno da marca e é mais uma a 'eletrificar' o futuro das duas rodas


Após abrir e fechar as portas algumas vezes, a Buellretorna ao mercado novamente com o anúncio da nova motocicleta elétrica Fuel Flow, feita em conjunto com a startup Fuell. A novidade, que já recebe encomendas nos EUA para 2021, a partir de US$ 10.995 (R$ 40 mil), virá com controle de tração e estabilidade, modos de condução “urbano” e “audacioso”, ABS, alerta de colisão frontal e traseiro, detector de ponto cego, um aplicativo que trava e destrava a moto, e cluster com navegação GPS e alerta os prazos de manutenção.




Serão duas as opções de motores para a motocicleta elétrica Fuell Flow. Começa em 11 kW (14,9 cv), e migra para os 35 kW (47,6 cv) na versão de topo. Segundo a startup , os maiores destaques são a autonomia da primeira (240 km sem recargas) e a aceleração da segunda (0 a 100 km/h em 2,7 segundos). Com isso, oferece desempenho de supermotos, eficiência de modelos urbanos e atende às tendências de mobilidade.






Além disso, a moto elétrica conta com três níveis diferentes de recarga. O primeiro leva cerca de dez horas, enquanto o segundo leva duas horas e meia, e o terceiro pouco mais de uma (caso tenha um carregador de 6,6 kW, mais potente). Entretanto, a marca fala sobre o carregador opcional chamado de CCS Type 2 DC, com capacidade de dar 100% de carga em impressionantes 30 minutos. 

Postar um comentário

0 Comentários