Vazou nova geração do Corsa 2020 que não é Chevrolet

Derivado do Peugeot 208, Opel Corsa 2020 rompe mais um dos vínculos da marca alemã com a Chevrolet.


Desde que a Chevrolet brasileira passou a desenvolver seus próprios modelos no Brasil ao invés de adaptar produtos Opel, começando com o Agile, o nome Corsa deixou de ser parte da nossa realidade. Duas gerações depois, o hatch compacto aparece antes da hora na Europa totalmente renovado e agora aparentado ao Peugeot 208.


Tchau Chevrolet, olá Peugeot

O Opel Corsa 2020 usa a mesma plataforma CMP do Peugeot 208 de segunda geração e do SUV compacto de luxo DS 3 Crossback. Com a mudança de base ele ficou 40 mm mais longo e 18 mm mais largo que o atual Corsa europeu, que já era maior que o último Chevrolet Corsa. Ele também perdeu peso, ficando 108 kg mais leve.

Apesar de compartilhar a base com o 208, não há muitos resquícios visuais do seu primo além do retrovisor e do recorte da lanterna traseira. A dianteira é marcada por faróis de desenho agressivo e pela grade frontal diminuta com pontos cromados, remetendo, de certa maneira, ao Corsa clássico dos anos 1990. Um forte vinco no capô divide o novo Corsa em duas metades.

Corsa SUV

Seguindo a moda dos SUVs, o novo Corsa tem teto com pintura contrastante e coluna traseira com apliques plásticos pretos. Na traseira, ele exibe lanternas altas e afiladas, com o típico L em LED das lanternas Opel. Já a tampa traseira côncava dá destaque ao logotipo da marca.


Esqueça as influencias Chevrolet por dentro no novo Corsa. A central multimídia MyLink foi dizimada em favor do mesmo sistema usado por Peugeot, Citroën e DS. Até mesmo a manopla de câmbio foi herdada da Peugeot, mais especificamente do SUV 3008. Há painel de instrumentos digital e um acabamento aparentemente esmerado.


Corsa na tomada

Assim como aconteceu com o Peugeot 208 na mudança de geração, um dos grandes destaques do Corsa 2020 é sua versão elétrica. Chamado de Corsa-e, o hatch traz um motor elétrico de 136 cv associado às mesmas baterias de 50kWh do e-208. Segundo a Opel, ele é capaz de rodar até 340 km com carga total.


Outra mudança drástica no novo Corsa 2020 é na motorização. Saem de cena os motores de origem Chevrolet em favor de propulsores já conhecidos por equipar modelos da Citroën e Peugeot. O principal motor será o 1.2 PureTech três cilindros aspirado em opções diferentes de potência. Haverá também o 1.2 THP turbo também com acertos diferentes de cavalaria.



Postar um comentário

0 Comentários