A prefeitura de Curitiba, alimentada pela energia solar

Os prédios da prefeitura da capital paranaense serão alimentados por um sistema fotovoltaico de 144 kW.

Prefeitura de Curitiba

Parte da energia consumida no Palácio 29 de Março, a Prefeitura de Curitiba (Paraná, Brasil), agora é gerada por painéis fotovoltaicos instalados no telhado do prédio. O projeto foi contemplado por meio de chamada pública da Companhia Paranaense de Energia (Copel) para o Programa de Eficiência Energética regulado pela Aneel. A instalação foi lançada na quarta-feira como comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente. Estima-se que R$ 100.000 por ano (cerca de US$ 26.000) podem ser economizados.

O sistema de energia solar fotovoltaica do Palácio 29 de Março, sede da Câmara Municipal no Centro Cívico, começou a funcionar na quarta-feira, 5 de junho, no Dia Mundial do Meio Ambiente. Um total de 439 painéis com a etiqueta de eficiência energética Procel foram instalados no telhado do Palácio no dia 29 de março. O sistema fotovoltaico, com potência total de 144 kWp, tem capacidade para gerar 212MWh / ano. A Câmara Municipal economizará 50% da conta de eletricidade graças à energia solar.

Atualmente, além do Programa de Eficiência Energética, que aloca 0,5% da receita operacional líquida a projetos ou financiamentos não reembolsáveis, a Copel tem uma chamada pública para projetos semelhantes, mas para formar novas alianças em que produtores de energia ou os investidores podem se juntar à Copel.

Iniciativas semelhantes estão sendo implementadas em universidades, escolas, empresas e condomínios com recursos não reembolsáveis ​​ou através do financiamento previsto no Programa de Eficiência Energética.

Postar um comentário

0 Comentários