Edison adquire ativos de geração solar italianos da EDF

Ao adicionar 77 MW de capacidade de geração solar e 256 MW de ativos eólicos, a empresa de energia quer se tornar a segunda no setor eólico italiano e se envolver em um desenvolvimento significativo da energia solar.

Edison se tornará o segundo maior operador de energia solar e eólica da Itália através da aquisição.

A marca de energia italiana Edison está pronta para comprar ativos renováveis ​​significativos da controladora francesa EDF.

A Edison adquirirá 77 MW de capacidade de geração solar e 256 MW de usinas eólicas da unidade de energia renovável do grupo francês EDF Renewables. Através da transação, a Edison se tornará a segunda maior operadora de usina eólica da Itália e a aquisição de ativos solares estabelecerá as bases para um desenvolvimento significativo de energia fotovoltaica em colaboração com a EDF Renouvelables, afirmou a empresa.

A transação faz parte da política “livre de carbono” da Edison para desenvolver energia renovável. Até 2030, a Edison quer que 40% de sua produção de energia seja proveniente de fontes renováveis ​​com emissões limitadas a 260g de CO 2 / kWh gerado.

O valor da transação, que deve ser finalizado em 10 de julho, é de quase € 173 milhões.

O anúncio das aquisições de ativos foi feito em paralelo com a nomeação de Nicola Monti como diretor executivo e Marc Benayoun como presidente da Edison.

Postar um comentário

0 Comentários