Eles lançam a primeira estação de carregamento de veículos elétricos para casas feitas na América Latina

Celsia e Haceb, empresas colombianas, desenvolveram em menos de 12 meses a primeira estação de recarga de veículos elétricos para uso em residências, empresas e outras entidades feitas na América Latina com engenharia 100% colombiana.

É a primeira estação de recarga de veículos elétricos para uso doméstico feita na América Latina com engenharia 100% colombiana. Foto: Celsia / Haceb.

Duas empresas colombianas, Celsia e Haceb, uniram suas equipes de inovação para desenvolver, em menos de 12 meses, a primeira estação de recarga de veículos elétricos para uso em residências, empresas e outras entidades feitas na América Latina com engenharia 100% colombiana.

"A idéia era para aliviar a carga destes veículos em casa, e ajuda para os proprietários de carros elétricos que tiveram a tranquilidade de poder recarga como e muitos o fazem com seus telefones: em casa e à noite", explicou a partir Celsia.

A estação se adapta às diferentes configurações de veículos existentes no mercado colombiano e possui todos os requisitos técnicos adequados para a rede elétrica nacional. Sua instalação em residências e unidades residenciais é muito simples e conta com o apoio da Haceb.

O produto estará disponível para compra em todo o território nacional e com instalação em Antioquia, Cundinamarca e Valle del Cauca. No médio prazo, estará disponível no mercado latino-americano.

Apresenta três vantagens relevantes:
  • Recarregue em casas ou empresas: a estação de carregamento tem uso doméstico ou comercial. Dependendo da configuração, o tempo de carregamento da bateria é entre quatro e oito horas, aproximadamente.
  • Resistente à água: O produto é protegido contra a água e seus materiais possuem proteção UV, para que possa ser instalado ao ar livre.
  • Backup e peças de reposição na mão: Sendo um produto 100% fabricado na Colômbia, os usuários têm maior facilidade de receber a estação de carga ou suas peças de reposição em menor tempo, sem procedimentos de importação.
  • Em 2018, a venda de veículos elétricos cresceu mais de 180%, segundo dados da Andemos Colômbia, a Associação Nacional de Mobilidade Sustentável.

Postar um comentário

0 Comentários