Enel fecha venda de 540 MW de energia renovável no Brasil

A empresa vendeu ao CGNEI chinês cerca de 740 milhões de dólares para as usinas solares Nova Olinda (292 MW) e Lapa (158 MW), além de um parque eólico de 90 MW.

A usina fotovoltaica Ituverava de Enel no Brasil. Enerray.

Enel Green Power Brasil Participações Ltda, uma subsidiária brasileira da empresa italiana Enel renováveis, sexta-feira passada vendeu 100% de três plantas renováveis ​​plenamente operacionais, totalizando 540 MW para a China CGN Energy International Holdings Co. Limited.

A operação, que já foi anunciada em janeiro deste ano, foi fechada por um total de 2.900 milhões de reais, equivalentes a cerca de 740 milhões de dólares, "valor igual ao valor dos ativos da empresa", segundo Enel anuncia em uma declaração.

usinas de energia solar são vendidos Nova Olinda (292 MW), localizada no Piauí nordeste brasileiro e Lapa (158 MW), localizada no estado Bahia nordeste brasileiro.

Enel disse que a operação faz parte do Plano Estratégico 2019-2021 do Grupo: "Esta operação visa maximizar e acelerar a criação de valor através de giro dos ativos para liberar recursos que podem ser investidos em novos projetos, enquanto a Enel vai continuar com atividades de gerenciamento de planta em ativos vendidos ".

Ambos os projetos obtiveram um PPA de 20 anos no leilão de maior sucesso realizado pelo governo brasileiro, que de agosto de 2015 e venderá a energia gerada para a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Neste leilão, a Enel foi a maior vencedora, com três diferentes projetos solares premiados, totalizando 553 MW.

Postar um comentário

0 Comentários