Energia fotovoltaica vai competir no leilão A-6 no Brasil com 29,7 GW de projetos

A agência brasileira EPE pré-qualificou um total de 1.829 projetos de energia com capacidade total de 100,8 GW para o próximo leilão A-6. Espera-se que o concurso seja um dos maiores leilões em termos de capacidade alocada e terminará com preços mais baixos em comparação com os leilões anteriores.

Órigo Energia

Agência brasileira de energia Empresa de Pesquisa Energética (EPE) anunciou 1.829 projetos admitiram eólica, solar, hídrica e biomassa com uma capacidade total de 100,8 GW em fase inicial de leilão de energia A-6, programado para o dia 26 de setembro.

Destes projetos, 825 são para usinas solares de um total de 29,78 GW de capacidade geradora, enquanto a participação eólica é de 25,1 GW divididos em 845 projetos.

O estado da Bahia tem a maior capacidade de projetos de energia solar aceito, com cerca de 6,9 GW, seguido por Piauí (6,8 GW) Rio Grande do Norte (5,2 GW), Ceará (3,1 GW), Pernambuco (2,7 GW), Minas Gerais ( 2,5 GW), Paraíba (727 MW), Mato Grosso do Sul (450 MW) e Tocantins (225 MW). Dado que estes números são bastante semelhantes aos do leilão A-4, para os quais 26 GW de projetos foram pré - qualificados, parece bastante provável que, na maioria dos casos, o mesmo projeto irá competir em ambos os concursos.

Projetos que serão selecionados no leilão de setembro deve ser conectado à rede e começar a operar em 1 de Janeiro de 2025. Este tempo suficiente para projetar prazo de conclusão pode empurrar os desenvolvedores a apresentar propostas mais baixas, devido a uma Maior prazo para as reduções de preço esperadas para a tecnologia fotovoltaica.

Esta será a primeira vez que o site terá o direito de participar do leilão A-6, após ter sido excluído no ano passado.

Os leilões A-4 e A-6 deste ano fazem parte do plano de leilão de energia de três anos apresentado pelo Ministério de Minas e Energia (MME) em março. Este plano inclui seis leilões de "nova energia", para os quais o ministério programou dois leilões por ano. Depois de junho, os leilões A-4 acontecerão em 23 de abril de 2020 e em 29 de abril de 2021. Depois as datas do leilão A-6 serão 24 de setembro de 2020 e 30 de setembro de 2021.

Postar um comentário

0 Comentários