Neoenergia lidera a maior emissão de títulos verdes do Brasil

A subsidiária brasileira da espanhola Iberdrola colocou 296,2 milhões de euros a uma taxa de juros de 4,07% a 4,22%, o maior título de infraestrutura verde colocado até agora no Brasil.

Governo de Pernambuco

A Neoenergia, subsidiária brasileira da Iberdrola, concluiu com sucesso sua primeira colocação de títulos verdes com um montante de 1.298,26 milhões de reais (cerca de 296,2 milhões de euros).

O custo da emissão é baseado no índice de inflação, e estabeleceu margens de 4,07% para a parcela de 10 anos (a menor para uma operação com essas características nesse prazo) e de 4,22% para o trecho de 14 anos.

A operação significou a maior colocação de infraestruturas “verdes” feitas na história do Brasil, país onde a empresa planeja investir 6.500 milhões de euros nos próximos cinco anos. A Neoenergia está presente em 18 dos 27 estados do Brasil e possui mais de 3.700 MW, dos quais quase 86% são renováveis.

Os recursos obtidos serão utilizados para financiar e refinanciar projetos de energia renovável e redes Neoenergia.

Com essa ação, a Neoenergia se une à estratégia do grupo de aumentar o investimento "verde", uma vez que a Iberdola é atualmente a maior emissora de títulos corporativos verdes em todo o mundo. Em 2014, foi a primeira empresa elétrica espanhola a colocar títulos desse tipo e hoje possui 12 títulos verdes emitidos, além dos dois da sua subsidiária norte-americana Avangrid e Neoenergia. O montante total de obrigações verdes emitidas pelo grupo excede agora 9.500 milhões de euros.

Postar um comentário

0 Comentários