1.282 famílias de Caquetá, na Colômbia, já possuem eletricidade graças à energia solar

A iniciativa teve um investimento de US $ 25,7 bilhões de pesos (8 milhões de dólares) do Fundo de Apoio Financeiro à Energização de Áreas Não Interconectadas FAZNI. Em seu primeiro ano de gestão, o governo colombiano planeja levar eletricidade a um total de 100.000 famílias que não têm o serviço, das quais 15.387 estão no departamento de Caquetá.

Em seu primeiro ano de gestão, o governo colombiano planeja levar eletricidade a um total de 100.000 famílias que não têm o serviço, das quais 15.387 estão no departamento de Caquetá. 
Foto: Ministério de Minas e Energia da Colômbia

No total, 1.282 famílias do departamento de Caquetá, na Colômbia, que não tinham eletricidade, puderam acessar o serviço continuamente, graças à instalação de painéis solares no mesmo número de residências na área rural do departamento. Destes, 947 beneficiários são Cartagena del Chairá e 335 no município de Porto Rico.

A ministra de Minas e Energia, Maria Fernanda Suárez, chegou a Remansos, um dos 33 caminhos de Cartagena del Chairá, beneficiados por essa iniciativa, onde cada família recebeu a instalação de três painéis solares, inversores, reguladores e baterias capazes de armazenar energia suficiente por dois dias.

Além de melhorar sua qualidade de vida, os habitantes de Remansos viram como, em pouco tempo, a chegada da eletricidade aumentou a produtividade e o empreendedorismo de sua comunidade.

"Agora, com a energia em nossas casas 24 horas por dia, não apenas temos melhor qualidade de vida, mas conseguimos gerar renda com a venda de refrigerantes ou água fria, entre outras empresas familiares", diz Bella Escarpeta Mota, uma das Beneficiários

A instalação dessas soluções fotovoltaicas no departamento de Caquetá foi viabilizada por projetos financiados com recursos do Fundo de Apoio Financeiro à Energização de Áreas Não Interconectadas FAZNI do Ministério de Minas e Energia, com um investimento de US $ 25,7 bilhões de pesos (8). milhões de dólares).

Durante os quatro anos de seu mandato, o Ministério de Minas e Energia da Colômbia planeja levar eletricidade a 100.000 famílias que não têm o serviço, das quais 40.000 estão em áreas prioritárias que fazem parte dos Programas de Desenvolvimento da Abordagem Territorial. O objetivo no departamento de Caquetá é atingir 15.387 novos usuários.

Postar um comentário

0 Comentários