Marrocos abre concurso solar de 230 MW

A agência marroquina de energia sustentável está desenvolvendo pré-qualificação para o projeto Noor Midelt II, um complexo solar que incorpora elementos de CSP e PV.

O processo está aberto para o projeto solar, CSP e armazenamento de Noor Midelt II do Marrocos. Imagem: alphastockimages.com

A agência marroquina de energia sustentável (Masen) emitiu um pedido de cotação (RfQ) para o projeto solar Noor Midelt II.

Os desenvolvedores têm até 16 de setembro para se pré-qualificar para o concurso para desenvolver e construir o projeto.

O complexo solar, a ser construído perto de Midelt, no centro de Marrocos, por meio de uma parceria público-privada, deverá ter uma capacidade de 230 MW e incluir CSP e tecnologia fotovoltaica. O projeto também deve incluir armazenamento de energia.

Os arranjos financeiros para a instalação serão semelhantes aos arranjados para o projeto Noor Midelt I, construído por um consórcio liderado pelo FED, com financiamento do Banco Africano de Desenvolvimento, Agência Francesa de Desenvolvimento, Banco Europeu de Investimento, Banco Europeu de Investimento, Banco Mundial, Fundo de Tecnologia Limpa, Banco de desenvolvimento alemão KfW, Comissão Europeia e investidores privados.

A usina, um dos projetos planejados pela Masen como parte de seu Plano Noor Solar para desenvolver pelo menos 2 GW de capacidade de geração até o próximo ano, venderá a eletricidade que gera à agência sob um contrato de compra de energia de 25 anos.

Outros projetos da Masen incluem o projeto Noor PV I, de 170 MW, a parte solar e a quarta fase da Usina Solar Ouarzazate, de 580 MW, um complexo solar de CSP-PV na região Drâa-Tafilalet, no centro de Marrocos. O plano solar também inclui a usina Noor Tafilalet de 120 MW, licitada em 2017; o projeto Noor Argana de 200 MW, que deverá ser licitado este ano; e os projetos Noor Atlas, um esquema de 200 MW para implantar sete usinas fotovoltaicas no sul e leste do país.

Postar um comentário

0 Comentários