Miasolé atinge 20,56% de eficiência com tecnologia flexível CIGS

A Miasolé, subsidiária da Hanergy, com sede na Califórnia, quebrou seu próprio recorde interno de eficiência de células de filme fino, superando a marca de 20%. A eficiência de 20,56% em um substrato flexível foi confirmada pelo Laboratório Nacional de Energia Renovável dos EUA.

Em janeiro, a Solliance incluiu a tecnologia CIGS da Miasole em uma célula em tandem com perovskita que alcançou 21,5% de eficiência. Imagem: Solliance

O fabricante de filmes finos Miasolé quebrou seu próprio recorde de eficiência CIGS, alcançando 20,56% com uma célula solar CIGS depositada em um substrato de folha de aço inoxidável.

O dispositivo mediu 0,86 cm² e foi produzido na linha de produção piloto da Miasolé na Califórnia. Recentemente, a empresa estabeleceu um novo recorde para um módulo CIGS de grande área flexível em 17,44% . A empresa diz que sua mais recente conquista é o resultado de melhorias no processo, observando que a eficiência de célula mini equivalente para o módulo de área grande é de 19,8%.

De acordo com Miasolé, a célula foi produzida usando processos que são diretamente transferíveis para fabricação de alto volume. O diretor de tecnologia da empresa, Atiye Bayman, disse à revista pvque a Miasolé faz seu desenvolvimento na linha de produção, e que mini-células como essa são importantes para mostrar melhorias no nível do diodo, na junção ou na camada de absorção.

Bayman prossegue explicando que aumentar de 0,86 cm² para uma célula de tamanho total de 136 cm², provavelmente significaria uma perda de eficiência de 1-1,5% devido a não-uniformidade e micro-shunt, com outra perda de cerca de 0,5% vindo de célula para módulo. Ele também observa que as medições de terceiros incluem estabilização de luz, o que pode impactar ainda mais a eficiência em 1-2%, e não é o caso das medições de mini célula.

Miasolé relata que a eficiência estabilizada de luz atual de sua linha de produção piloto na Califórnia é de 17,1%, enquanto sua fábrica na China, que opera uma versão mais antiga da receita, tem uma eficiência média de produção de 16,2%.

Postar um comentário

0 Comentários