O segundo maior parque de energia solar do mundo será no Brasil

Sergipe abrigará uma usina fotovoltaica com capacidade de 1.200 MW que se estenderá por uma área de 2.400 hectares. Construtores procuram investidores.


O município brasileiro de Canindé de São Francisco, no estado de Sergipe, abrigará o que será o segundo maior parque de produção de energia fotovoltaica do mundo, atrás do Parque Solar do Deserto de Golmund, na província chinesa de Qinghai. 1.800 MWAC. No dia 17, o projeto foi apresentado ao governador Belivaldo Chagas e a licença ambiental foi entregue.

O projeto, uma iniciativa da Enesf - Energias do São Francisco, um consórcio formado por empresas e investidores “que acreditam no potencial energético do estado”, conforme lido em um comunicado de imprensa do governo local, está em desenvolvimento há dois anos. "É um projeto de energia solar, com 1.200 MW de capacidade instalada, o maior do país em energia solar e possivelmente um dos maiores do mundo", disse Felipe Koefender, diretor de novos negócios da Enesf. "Calculamos um investimento total de cerca de R$ 5.000 milhões (US$ 1.320 milhões) para os 1.200 MW", acrescentou.

Os primeiros passos já estão em andamento: uma estação de medição solar foi instalada, 2,4 mil hectares foram arrendados e o projeto básico de engenharia foi concluído.

“A expectativa é que a instalação completa do parque de energia solar seja realizada no menor tempo possível. A ideia é avaliar o mercado a partir do leilão e viabilizar a construção do projeto ”, afirmou Koefender. “A primeira etapa do parque inclui a construção de 600 MW que alocaríamos para o leilão do governo federal, que será realizado em outubro. E depois haverá uma expansão de mais de 600 MW, o que pode significar uma capacidade instalada de mais de 1.200 MW com a qual o projeto foi concebido ”, acrescentou.

Postar um comentário

0 Comentários