A energia elétrica trará eletricidade para 1.400 famílias na Amazônia peruana

A acciona.org, a fundação corporativa do grupo Acciona, expande seu projeto Luz en Casa Amazonía para levar eletricidade a mais de 5.000 pessoas de cerca de 30 comunidades indígenas rurais da Amazônia peruana.

Imagem: acciona.org

O programa Luz en Casa Amazonía, que até agora fornecia eletricidade a mais de 400 famílias na Bacia Amazônica Napo, pertencente principalmente à comunidade indígena Kichwa, é estendido às bacias de outros afluentes da Amazônia, trazendo eletricidade com sistemas fotovoltaicos domésticos para mais 1.000 famílias.

De acordo com a fundação, a acciona.org dará acesso a eletricidade nesta nova fase a mais de 5.000 beneficiários (mais 1.000 famílias) de cerca de 30 cidades próximas aos rios Napo, Ucayali e Marañón, onde, além disso, a acciona.org realizará uma o trabalho de informações e treinamento, fazendo os próprios habitantes entenderem os benefícios do serviço, são capazes de lidar com as instalações corretamente e podem usar com eficiência a eletricidade fornecida.

"Serão utilizados sistemas fotovoltaicos de terceira geração que sejam facilmente gerenciáveis, transportáveis, robustos e livres de contaminantes, o que os torna muito adequados para ambientes muito remotos e sensíveis ao meio ambiente", afirmou o comunicado. O equipamento oferece mais de 4 horas de eletricidade, carregando um telefone celular e operando um dispositivo elétrico (rádio, TV ...) por cerca de 2 horas.

Durante o projeto, a Universidade Politécnica de Madri, parceira da acciona.org nesta ação, realizará uma análise e avaliação dos procedimentos para melhorar a escalabilidade da Luz na Casa Amazonía, além de revisar e melhorar outros processos.

Além disso, o projeto é cofinanciado pela Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), por meio da chamada de 2018 para ações de inovação para o desenvolvimento.

Postar um comentário

0 Comentários