O solar com armazenamento cobrirá 25% da demanda de eletricidade de São Cristóvão e Nevis

O fabricante suíço de baterias Leclanché construirá uma usina de energia solar mais um armazenamento de 35,6 MW / 44,2 MWh, que fornecerá energia limpa à empresa estatal de energia elétrica de Saint Kitts, Skelec, por um período de 20 anos. A nova instalação pode cobrir cerca de um quarto da demanda total de eletricidade do arquipélago.

O governo da Federação de São Cristóvão e Nevis assinou com o fabricante suíço de baterias Leclanché um PPA de 20 anos para uma usina de armazenamento de energia solar em larga escala.

A empresa afirma que a instalação solar de 35,6 MW será desenvolvida juntamente com 44,2 MWh de capacidade de armazenamento. O projeto estará localizado perto de Basseterre, na ilha de San Kitts. Ele será construído perto de uma usina de propriedade da empresa estatal local Skelec, para a qual a instalação venderá eletricidade. "O sistema fornecerá entre 25 e 30% das necessidades atuais de geração de energia do país e evitará a mesma quantidade de capacidade gerada a diesel", disse Leclanché.

A empresa fornecerá a tecnologia de armazenamento e atuará como empreiteira EPC para a implantação da planta solar e da instalação de armazenamento. “É a primeira vez que um sistema de energia solar em escala de megawatts, estabilizado por um sistema de armazenamento de bateria de íon de lítio de última geração, pode ser usado para fornecer verdadeira energia de 'carga básica' a um Empresa nacional de eletricidade em uma ilha do Caribe ”, disse Anil Srivastava, CEO da Leclanché.

A construção da planta começará em meados de outubro e sua conclusão está prevista para setembro de 2020. A empresa não revelou outros detalhes técnicos ou financeiros.

Postar um comentário

0 Comentários