Brasil: Cemig contrata 197 MW de energia solar e eólica em seu terceiro leilão

Os projetos eólicos e solares selecionados devem fornecer à empresa brasileira de energia um PPA de 19 anos a partir de 2023. No total, a empresa contratou 780 MW de capacidade eólica e fotovoltaica nos três leilões realizados desde junho de 2018.


Imagem: Wikimedia Commons, Andrevruas

A empresa de energia sediada em Minas Gerais, a Companhia Energética de Minas Gerais SA (CEMIG), quarta maior empresa de energia do Brasil, contratou 196,98 MW de energia solar e eólica no terceiro leilão de energia eólica e solar realizada em 13 setembro .

Por meio desse terceiro concurso, a empresa de eletricidade concedeu CAE de 19 anos aos projetos selecionados. No entanto, não foram fornecidas informações sobre preços finais. As usinas selecionadas terão que fornecer eletricidade a partir de 2023.

A CEMIG venderá eletricidade de instalações eólicas e de energia solar contratadas no Mercado Livre de Eletricidade, no qual os provedores de energia negociam as condições da venda de eletricidade entre si ou diretamente com grandes consumidores. de energia.

No primeiro leilão desse tipo realizado em junho de 2018, a Cemig contratou 431 MW de capacidade solar e eólica, enquanto no segundo leilão, realizado no início de outubro, a energia eólica e solar contratada foi de apenas 152 MW.

Esses leilões foram projetados para ajudar a Cemig a substituir parte da capacidade de geração perdida no ano passado, com a perda de concessões de quatro usinas hidrelétricas brasileiras: em São Simão (1,7 GW), Miranda (404 MW), Jaguara (424 MW) e Volta. Grande (380 MW). Essas concessões foram concedidas a grandes empresas internacionais de energia, como Engie, Enel e a State Investment Corporation da China.

Postar um comentário

0 Comentários