Chile lança 230 ofertas de emprego exclusivas para mulheres no setor de energia

Atualmente, a participação feminina no setor de energia atinge apenas 23%, enquanto a presença de mulheres em cargos de chefia no setor é de 18% para a gerência e 17% para a sub-gerência.

Foto: Ministério da Energia, Chile

Na última terça-feira, 24 de setembro, os Ministros da Energia e Prevenção do Trabalho e Social do Chile abriram uma feira de trabalho para mulheres sem precedentes no Centro de Extensão da Universidade Católica: Feira de Trabalho Energia + Mulheres.

Segundo o Ministério da Energia, a participação feminina no setor de energia atinge apenas 23%, enquanto a presença de mulheres em cargos de chefia no setor é de 18% para a gerência e 17% para a sub-gerência.

Com o objetivo de estabelecer um vínculo maior entre o setor energético e seu meio ambiente, a Agência de Sustentabilidade Energética, Anesco Chile AG e o Mestre em Energia da Pontifícia Universidade Católica do Chile organizaram uma feira de empregos exclusivamente para mulheres do setor energético, em que 20 instituições públicas e privadas ofereciam mais de 230 empregos voltados exclusivamente para mulheres no setor de energia.

“A participação das mulheres no setor de energia é muito baixa, 24%, metade da média do país. É uma realidade que queremos mudar. É por isso que destaque esta feira, que busca ser um ponto de encontro para mulheres que desejam desenvolver sua carreira em um setor que está liderando importantes transformações na sociedade, de mãos dadas com eletromobilidade, energia renovável, eficiência energética, descarbonização ” , explicou o ministro da Energia, Juan Carlos Jobet.

O Ministro da Energia assinou um acordo com a UC Engineers Foundation para desenvolver um banco de dados unificado do país, para encontrar os engenheiros que possam estar interessados ​​em trabalhar no setor de energia. Também procurará incorporar outras universidades e centros de treinamento técnico.

Postar um comentário

0 Comentários