Painéis solares para garantir pastagens com 4.000 metros de altura no Peru

A comunidade da lagoa de Chullpia conseguiu construir, graças às indicações de Juansergio Castro, formado em Ciências Agrícolas na Universidade Altiplano, um grande painel solar flutuante formado por 34 painéis que, juntamente com uma estrutura de metal e borracha reciclada, cobrem a lagoa capturando os raios do sol diariamente.

Após vários meses de trabalho, a comunidade de Chullpia conseguiu construir um grande painel solar flutuante. São 34 painéis que, juntamente com uma estrutura de metal e borracha reciclada, percorrem a lagoa capturando os raios do sol diariamente. Foto: PNUD Peru / Giulianna Camarena

Na Lagoa Chullpia, localizada a 4.000 metros de altura em Puno, Peru, o oxigênio é escasso e as temperaturas caem à noite.

As pessoas que vivem ao redor da lagoa não têm acesso à eletricidade. E os efeitos das mudanças climáticas já estão sendo sentidos na região, com mais tempestades, geadas e secas imprevisíveis. Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a agricultura insustentável esgotou os solos e reduziu o volume que os agricultores podem produzir.

Com apenas 28 anos e após se formar em Ciências Agrícolas na Universidade Altiplano, Juansergio Castro inventou um método para extrair água da lagoa e usá-la para irrigar pastagens próximas: em colaboração com a comunidade, ele conseguiu construir um grande painel solar flutuante formado por 34 painéis que, juntamente com uma estrutura de metal e borracha reciclada, atravessam a lagoa capturando os raios do sol diariamente.

Embora agora esteja funcionando com sucesso, a equipe enfrentou muitas dificuldades no início. “Trabalhamos muito para construir os reservatórios e instalar os tubos. Um dia trabalhamos e no dia seguinte a chuva arruinou tudo e tivemos que começar de novo ”, explica Juansergio.

Os painéis solares acionam um motor que preenche onze reservatórios de água construídos em torno de Chullpia. A água é usada para irrigar pastagens próximas e garantir as pastagens de alpacas, lhamas e vicunhas.

Postar um comentário

0 Comentários