Renováveis ​​para “visitas surpresa” na República Dominicana

Os projetos selecionados para se beneficiar das visitas surpresa feitas pelo Presidente do Governo e que precisam de fontes de energia para sua operação terão eletricidade a partir de fontes renováveis.

Uma instalação fotovoltaica na República Dominicana. Foto: CNE

O Programa de Visitas Surpresas é uma estratégia do presidente do país, Danilo Medina, para aumentar a produção nacional, gerar emprego e combater a pobreza. Todos os domingos, Medina encontra produtores pessoalmente para atender às suas necessidades e fornecer apoio com empréstimos branda ou construção de infraestrutura.

Agora, a Comissão Nacional de Energia da República Dominicana (CNE) e o Fundo Especial para o Desenvolvimento Agrícola (FEDA) assinaram na segunda-feira um acordo de cooperação interinstitucional para fornecer eletricidade de fontes de energia renováveis ​​a projetos de desenvolvimento produtivo que requerem energia. por sua operação e participe do programa "visitas surpresa".

O acordo, assinado pelo diretor executivo da CNE, Ángel Canó e pelo chefe da FEDA, Juan Francisco Caraballo Núñez, contempla o desenvolvimento sustentável do setor agrícola.

Ele afirma que a CNE terá os recursos pertinentes, de acordo com sua disponibilidade orçamentária, para fornecer projetos vinculados a um sistema de energia solar fotovoltaica para aumentar seu desempenho.

Também contempla a realização de conversas sobre eficiência energética, tanto para pessoas físicas quanto jurídicas, que foram beneficiárias da assistência do governo; bem como acompanhar e aconselhar as instituições beneficiárias no processo de gerenciamento de incentivos previsto em lei.

Por seu lado, a FEDA está comprometida em fornecer pessoal e logística para realizar estudos ou pesquisas sobre projetos.

Postar um comentário

0 Comentários